Thiago Vargas Escobar Azevedo

Thiago Vargas é pós-doutorando na USP/Fapesp, com o projeto Poder e comércio: associação e conflito no período de emergência da economia política. Possui graduação e mestrado em Filosofia pela USP e doutorado em Filosofia pela USP em dupla titulação com a Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Membro associado do laboratório PHARE (Maison de sciences économiques, Paris 1-Sorbonnee do laboratório Imaginação econômica, atualmente pesquisa o pensamento econômico-político do século XVIII, os fundamentos filosóficos do liberalismo e seus primeiros críticos. Autor dos livros Trabalho e ócio: um estudo sobre a antropologia de Rousseau” (Alameda/Fapesp, 2018) e A filosofia da fisiocracia. Metafísica, política, economia (Discurso Editorial, 2021), e tradutor nas coletâneas “Rousseau – Escritos sobre a política e as artes” (Ubu, 2020) e “Fisiocracia” (Unesp, 2021).

Currículo Lattes

Acesso à tese

 

Livros

Vargas, Thiago. (2021). A filosofia da fisiocracia. Metafísica, política, economia. São Paulo: Discurso Editorial, 2021.

Vargas, Thiago. (2018) Trabalho e ócio: um estudo sobre a antropologia de Rousseau. São Paulo: Alameda/FAPESP.

 

Traduções

Do Contrato Social, ou princípios do direito político, de Jean-Jacques Rousseau. Tradução e notas por Ciro Lourenço Borges Júnior e Thiago Vargas. Publicada na coletânea Rousseau – escritos sobre arte e política, org. por Pedro Paulo Pimenta. São Paulo: UBU/UnB, 2020.

Fisiocracia. Textos selecionados. Org. Leonardo André Paes Müller. Seleção e tradução dos textos por Leonardo Müller e Thiago Vargas. São Paulo: Unesp, 2021.

Rousseau contra o Estado, de Tanguy L'Aminot (CNRS). Capítulo traduzido para a coletânea Moral, ciência e história no pensamento moderno. Aracaju: Editora UFS, 2018.
 

Artigos

Vargas, Thiago. (2021) Anatomizing the invisible: moral philosophy and economics in Mandeville's thoughtSiglo Dieciocho (AAES18), n.º 2, p. 209-230.

Vargas, Thiago. (2019) A piedade no Emílio: solução possível para a leitura de Adam Smith sobre o segundo Discurso?. Dois Pontos (UFPR), v. 16, p. 119-134.

Vargas, Thiago. (2019) Das leis da natureza à ordem econômica: direito natural e fisiocracia. Revista Discurso (FFLCH-USP), v. 49, p. 121-136.

Vargas, Thiago. (2018). Entre laboriosos e contemplativos: o papel das noções de trabalho e preguiça no Ensaio sobre a Origem das Línguas, de Rousseau. Trans/Form/Ação (UNESP), v. 41, p. 81-98.

Vargas, Thiago (2017). Do engano do povo inglês ao fetichismo da representação: Luiz Roberto Salinas Fortes, escritor políticoCadernos de Ética e Filosofia Política (FFLCH-USP), v. 2, n. 31, p.132-144.

Vargas, Thiago (2017). O tempo, dentro e fora dos espetáculos: trabalho e ócio na Carta a d'AlembertPrincípios (UFRN), v. 24, p. 99-119.

Vargas, Thiago (2016). Trabalho e ócio no Emílio de RousseauCadernos de Ética e Filosofia Política, v. 2, n. 29, p. 122-137.

 

Resenhas

Borges Júnior, Ciro Lourenço.; Vargas, Thiago. (2017). Rousseau integral, em duas versõesRevista Discurso (FFLCH-USP), v. 47, p. 183-190.